quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Pastore: vídeo das gravações de guitarra com Raphael Gazal




A banda Pastore lançará o The End Of Our Flames, seu  novo CD, em março no Japão pela Hydrant/ EMI Music com  previsão de lançamento, ainda no primeiro semestre de 2012, aqui no Brasil.
Assista a seguir o terceiro de uma série de cinco vídeos que serão disponibilizados pela banda de heavy metal paulista.
O vídeo mostra o making of das gravações de guitarra realizadas em novembro de 2011 por Raphael Gazal que também agrega a função de produtor do CD. Esse vídeo se difere dos anteriores pois nele o músico faz um comentário espontâneo sobre como é gravar de forma independente. Assista!


                                          


The End Of Our Flames tem mixagem e masterização de Thomas Plec Johansson da Suécia.


Em quinze dias, será liberado o quarto vídeo.


Em paralelo, a banda iniciou recentemente o processo de agendamento de shows.
Para mais informações de como ter um show do grupo em sua cidade, basta contactar o e-mail pastoreband@gmail.com
Matéria original vide Rocksblog

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Pastore: sexta-feira no programa argentino Tierras Oscuras Pastore: sexta-feira no programa argentino Tierras Oscuras







Semana passada a banda de heavy metal  PASTORE representada pelo vocalista Mario Pastore, pelo  guitarrista e produtor Raphael Gazal e pelo baixista Aléxis Gallucci gravaram uma entrevista para o Programa Tierras Oscuras da Rádio Spectro FM.
O programa sobre heavy metal  é apresentado por Ruben Ramos  e é veiculado todas as sextas-feiras
A rádio argentina possui uma grande importância na cena, por ela já passaram grandes ícones da música como Beto Vazquez, Diablo Swing Orchestra entre outros.
A entrevista com a banda paulista vai ao ar na próxima sexta-feira, dia 02/03, na Rádio Espectro FM 98.9 MHz das 21h às 23h. Não percam!!




Links relacionados: 

Ashes - Ecila [Lançamento Oficial / Official Release] Ashes: Lança Álbum Ecila








A banda tomarense Ashes (Rock / Metal Alternativo) anuncia o lançamento oficial do seu aguardado álbum "Ecila"
Inspirado na saga de "Alice no País das Maravilhas", o colectivo apresenta-nos seis temas num álbum conceptual, que explora toda a sua versatilidade musical para criar uma ambiência rica em pormenores e descargas de energia pura.
O álbum foi gravado e misturado por Pedro Carvalho no Zero Estudio, e masterizado por Graham Goldman nos estúdios da Masterdisk. O artwork do álbum e as fotografias de banda foram elaboradas por Jaime Veloso.

O "Ecila" pode ser encomendado a partir do site oficial http://ashesrain.tk ou por email para Ashesband@gmail.com, pelo preço de 7,5 Euros (mais portes de envio).
Para comemorar este evento, uma nova música chamada "Rewind" está disponível para audição no site oficial, após o lançamento do single "The Kind Of Strange".

O primeiro EP da banda, de 2007 (remasterizado digitalmente), está também disponível para audição e compra online no site BandCamp.

__________________________________________________
English Version:

Ashes (Alternative Rock/Metal) proudly announces the official release of their long anticipated album "Ecila".
Inspired on the "Alice in Wonderland" saga, the collective brings us six songs on a conceptual album, which explores it's whole musical versatility to create an ambience rich in details and discharges of pure energy.
It was recorded and mixed by Pedro Carvalho at Zero Estudio and mastered by Graham Goldman at Masterdisk studios. The album artwork and band photos were done by Jaime Veloso.

"Ecila" can be order on the band official site http://ashesrain.tk or by email to Ashesband.com, at the price of 7,5 Euros (plus shipping costs).
To celebrate this event, a new music called "Rewind" is also available to listen at the official site, following the single release "The Kind Of Strange".

The band's first EP, from 2007 (digitally remastered), is also available for listening or purchasing online on Bandcamp.



COMENTÁRIO: É importante salientar ao nosso correspondentes e bandas que enviam material para publicação que a banda ASHES esta de parabéns, pois nos enviou o material em duas línguas, visto que nosso site como pode ser conferido no display é vistado por muitos países e quanto mais alcance pessoas de outros países tiverem melhor para as bandas que terão mais possibilidades.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Warpath: confira vídeo clipe de “Radio Hell”




Durante o processo de gravações para possível lançamento de mais uma demo ou split, a banda paraense de Thrash Metal WARPATH gravou três músicas inéditas, “Radio Hell”, “Chernobyl” e “Cynide Juice (A Drink To Die)”. Durante a produção o grupo registrou vários vídeos, dentre eles um clipe para a faixa “Radio Hell”.


Sites relacionados:

Fonte: Island Press

Totem: confira o vídeo clipe de “Lei de Tabuleiro”




A banda brasiliense de rock pesado TOTEM liberou o segundo vídeo clipe em divulgação do seu primeiro álbum estúdio, “Vale O Quanto Pesa” (2011). Trata-se da faixa “Lei de Tabuleiro”.

Para conferir o vídeo acesse: http://www.youtube.com/watch?v=z6zy7_A-8sM

O novo clipe foi dirigido novamente pelo guitarrista Fábio Marreco, trazendo uma estética retro, que lembra os vídeos produzidos na década de 80. O enredo faz alusão ao envelhecimento e a substituição do antigo pelo novo, representado através de uma partida clássica de xadrez entre um ancião e uma criança.

Sites relacionados:

Fonte: Island Press

Roadsider: mixando primeiro álbum de estúdio




A banda cearense de Stoner/Thrash Metal ROADSIDER encontra-se em adiantado processo de mixagem do seu primeiro álbum de estúdio, intitulado “Devil’s A Hitchhiker”, no Estúdio 746, em Fortaleza, sob a batuta do experiente Jorge Albuquerque.

Segundo o vocalista Flávio Rovere, o disco leva a banda para um patamar artístico mais consistente: “Em comparação com a nossa demo, o álbum demonstra uma evolução violenta. É um festival de bons riffs, refrões, arranjos e solos de guitarra. Unimos de maneira coesa elementos como a agressividade do Thrash Metal e o swing do Stoner Rock, com a crueza que estamos acostumados a demonstrar ao vivo. Estou realmente muito orgulhoso desse trabalho”.

Sites relacionados:

Fonte: Island Press

Opus Inferii: shows confirmados na Bolívia




A banda sul-mato-grossense de Black Metal OPUS INFERII confirmou a realização de uma mini-turnê na Bolívia, em divulgação do seu primeiro álbum de estúdio, intitulado “Ancient Mysteries Unveiled”, com previsão de lançamento para março.

Shows confirmados:
16/03 - Santa Cruz de La Sierra
17/03 - Cochabamba
18/03 - Sucre

Sites relacionados:

Fonte: Island Press

Marcos De Ros: lança sua nova guitarra signature




O guitarrista MARCOS DE ROS em parceria com a Peruzzo Custom Guitars lança sua nova guitarra signature. A nova MDR III é feita em cedro com escala de ébano, braço integral e leva os captadores da “D.S.” (Argentinos) e ferragens “Graphtech” (Canadense). O músico gravou um vídeo onde realiza um comparativo entre sua nova C. Peruzzo e a MDR II.

Para conferir o vídeo comparativo entre a MDR III e MDR II acesse: http://www.youtube.com/watch?v=jbGaSpwsq9A

Sites relacionados:

Fonte: Island Press

UNIFIED: Bateria de Black & White


A banda Alemã UNIFIED disponibilizou um vídeo das gravações de seu novo trabalho, acompanhem o baterista Semmel botando pra quebrar!!!

Acredito que o novo trabalho da banda será surpreendente!!! AGUARDEM!!!!

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

BRAZIL METAL RADIO: emissora vai liberar players para os ouvintes




A BMR vai disponibilizar uma galeria de players para seus ouvintes, isso mesmo, qualquer pessoa vai poder escolher entre vários modelos de players da rádio, para inserir em seus sites ou blogs, e ter a programação ao vivo, 24 horas por dia, basta escolher o mais adequado, copiar o código HTML e colar em seu site ou blog, a novidade já esta valendo, acesse já e escolha o seu:

Para informações de como se tornar um parceiro da rádio, entre em contato através do formulário no site.

Links Oficiais:

SERENITY IN FIRE: banda em coletânea da rádio webroots




A banda de brutal thrash metal ‘SERENITY IN FIRE’ esta entre alguns nomes do cenário metálico mineiro que figuram na coletânea ‘De cara com o Metal’. O material foi produzido inicialmente para ser distribuído no evento ‘Minas Rock Beneficente’ que aconteceu este mês em Belo Horizonte.
A iniciativa é da rádio ‘Web Roots’.
Para mais informações de como adquirir, acesse a rádio:

Contato para shows e merchandise: serenityinfireband@yahoo.com.br

Links Oficiais:

PRESS RELEASE: BrazilMetalRadio.com | Divisão de Assessoria

-----------------------------------------------------------------------------------------------

logo orkut 2.jpg
Press-release: Brazil Metal Radio

Preludium retorna com força total




A Banda de Heavy Metal " Preludium" que nos anos 90 foi destaque na cena underground de Garanhuns retorna com força total.

Contando com Pedro Gilberto nos vocais (ex- Still Living) Cleyton Angel Reaper na guitarra, Severo Soul na guitarra, Marcos Bambam no baixo e Kleber Melo na bateria completa assim o line up da banda."

Nota do Recife Metal Law :
http://www.recifemetallaw.com.br/index.php?link=materias&tipo=news&id=5766

Em Exclusivo os Hourswill falam ao Metal em Portugal



José Bonito e Nuno Damião falam sobre a sua banda.
*1º Como se conheceram ?
*José Bonito:* Eu e o Nuno Peixoto já tínhamos tocado juntos, num projecto, no início dos anos 90, que entretanto de desagregou e seguimos caminhos musicais diferentes. O Nuno Damião também já é amigo pessoal de ambos desde há vários anos. O Rúben e o Rodrigo apareceram mais tarde e um pouco por acaso, já numa fase em que eu e os dois Nunos já nos encontrávamos a trabalhar em algumas ideias em conjunto.
*2º como e quando surgiu a ideia de Formar uma banda?
*José Bonito:* Como somos amigos pessoais de longa data, fomos mantendo o contacto e por volta de 2003 / 2004, o Nuno Peixoto propôs-me a ideia de voltarmos a tocar juntos. Fomos desenvolvendo ideias sozinhos e experimentando músicos, e os elementos actuais foram surgindo e enquadrando-se na linha musical que fomos idealizando para o projecto.
*3º qual o género de metal predominante no vosso som?
* *Nuno Damião:* É uma questão interessante, até porque para nós não é de fácil resposta… Todos nós ouvimos vários sub-géneros dentro do Metal, desde as bandas primordiais no género, como por exemplo Black Sabbath ou Judas Priest até às mais recentes. Talvez a ênfase esteja maioritariamente focada no Thrash e Death Metal dos anos 80 e 90 por serem os mais consensuais dentro dos gostos pessoais de cada um, mas não nos limitamos apenas a esses estilos. Todos nós ouvimos inclusive bandas de Hard Rock, Rock Progressivo e até outros estilos de música, bem como dos restantes sub-géneros dentro do Metal, e obviamente, embora não de forma consciente, isso acaba por ter alguma influência na sonoridade global da banda.
*4º Em termos de trabalho já contam com algum EP ou Album editado? se não para quando está previsto?
* *Nuno Damião:* Neste momento temos já alguns temas compostos e estamos ainda em fase de composição de outros com vista a um futuro lançamento, mas não temos ainda qualquer data prevista para isso. Igualmente, o formato desse lançamento também ainda não está decidido e só o iremos decidir quando chegar a altura apropriada e de acordo com os recursos que tivermos ao nosso alcance. No entanto, é possível que ainda este ano seja lançada uma demo para fins promocionais que irão conter alguns desses temas.
*5ºquais são as bandas que marcaram as vossas influencias?
* *Nuno Damião:* Tal como referido anteriormente, são várias as bandas que influenciam a nossa sonoridade, desde o Rock clássico dos anos 70 até a algumas bandas da actualidade. Para se ter uma ideia geral, desde Led Zeppelin a Morbid Angel, passando por King Crimson a King Diamond, ou Rainbow e Queensryche, por exemplo. É demasiado abrangente para falarmos só de determinadas bandas específicas, porque são demasiadas para referirmos todas, e todos temos gostos muito variados.
*6º qual é a vossa opinião sobre o actual panorama do metal em Portugal?
*Nuno Damião:* Nós todos já tivemos outros projectos anteriores, portanto, já temos alguma maturidade para ter uma visão global da ‘indústria musical’ no nosso país, em particular do underground metálico, e de facto nota-se evolução a alguns níveis. A nível musical, têm aparecido boas bandas no nosso underground, bons projectos, variedade musical, e nota-se que cada vez mais os músicos fazem o seu papel no que diz respeito a tentarem ser o mais profissionais possível. Onde as bandas portuguesas falham é na tentativa de internacionalização, que consideramos indispensável para manter uma carreira sustentável e perdurável, pois o nosso meio é demasiado limitado para isso. A culpa desta situação não pode ser, na nossa opinião, atribuído às bandas, pelo que o mais provável é continuarmos a assistir ao definhar lento de alguns projectos que noutras condições poderiam eventualmente ombrear com outros nomes estrangeiros. Também se nota uma evolução considerável em termos de produção, e isso nota-se no som global dos álbuns mais recentes. Os meios tecnológicos disponíveis actualmente, nomeadamente o advento da internet, veio trazer alguma abertura e permitir maior divulgação do que se vai fazendo a quem procura essa informação. No entanto, o metal continua, e provavelmente continuará, a ser ‘estigmatizado’ e ‘marginalizado’ pelo público mais generalista, que não acedem a essa informação, uma vez que esta que não é divulgada nos meios mais comuns. Ainda no aspecto tecnológico, hoje em dia já é possível para muitos músicos editarem as suas criações de uma forma totalmente independente com uma qualidade aceitável, o que é sem dúvida uma vantagem. Apesar de existirem actualmente vários espaços para actuar, continua-se a viver da ideia de que os músicos são obrigados a pagar do próprio bolso para tocarem ao vivo, devendo ficar agradecidos pela oportunidade de divulgarem o seu som ao vivo. Não podemos concordar com a ideia de que toda a gente receba a sua parte, desde promotores, técnicos e casas de espectáculos e que os músicos não, quando de facto são a razão principal para a existência deste tipo de eventos. Também ainda não nos parece existir um nível cultural suficiente no público para se deslocarem a espectáculos de bandas underground, que parecem estar sempre dispostos a gastar balúrdios em grandes espectáculos e sempre relutantes em gastar quantias irrisórias, quando comparados os preços, para verem e apoiarem bandas amadoras. Resumindo, existe sem dúvida uma notória evolução a nível estrutural, por assim dizer, mas ainda um longo caminho a percorrer ao nível das mentalidades…
*7º já tem agenda de concertos para 2012 ?
* *Nuno Damião:* Estamos a desenvolver contactos nesse sentido, já com algumas datas em vista, mas ainda não temos nada confirmado.
*8º já realizaram algum vídeo onde se possa ver o vosso trabalho.
*Nuno Damião:* Nós criámos um canal de youtube para divulgação do nosso trabalho (que poderão conferir em http://www.youtube.com/user/Hourswill) mas de momento apenas dispomos de um single promocional que gravámos há algum tempo, praticamente no início do projecto, a nível experimental e que aproveitámos para fins promocionais, e alguns excertos de um vídeo amador do nosso 1.º concerto. Portanto, nada ainda a nível muito sério…
*9º Apresentem a banda e os seus elementos.
* Nuno Damião - voz, Rodrigo Louraço – guitarras, José Bonito – guitarras, Ruben Chamusca – baixo, Nuno Peixoto – bateria.




Fonte: Metal em Portugal

Exclusivo entrevista com Pedro Remiz dos Darkside of Innocence




Pedro Remiz em exclusivo ao Metal em Portugal fala sobre a sua banda.

1º Quem são os "Herdeiros de Sophia"?

Os Herdeiros de Sophia, são a representação de uma entidade transcendental a quem eu chamo de Sophia, que se tenta alastrar como um vírus numa humanidade ainda estagnada num estado primitivo espiritualmente. Digamos que são a expressão de uma cultura em evolução constante, buscando através da arte trazer a uniformidade aos povos do mundo com o idealismo da compaixão, tolerância e igualdade.

2º Como surgiu a Banda?

Em 2005, juntei-me com o João - um antigo guitarrista do projecto - e decidimos dar asas à criatividade e à imaginação.

3º Porque é que dentro do universo do Metal escolheram este género?

Bem, dentro do metal ou da música em si, não escolhemos géneros. Fazemos música variada que nos aconchegue a alma e isso vai de encontro a certos tipos de sonoridade possivelmente identificáveis. Hoje em dia podemos abordar um determinado estilo musical, amanhã já partimos para outro. Aliás, se deres uma passagem pela nossa discografia, percebes que não há essa estagnação.

4º Já tem algum trabalho editado, qual é o vosso preferido?

Eu ainda estou para compor o meu trabalho preferido (risos). De qualquer das formas, diria que o trabalho que mais tenho ouvido naturalmente, é Xenogenesis, já que este é o mais recente registo dos Darkside of Innocence.

5º Como se revêem no actual panorama do Metal feito em Portugal?

Seria tendencioso e pretensioso tomar uma posição relativa a essa questão pela razão que deves conhecer. Apenas acho que temos as nossas particularidades e especificidades, tal como todos os outros artistas que gostam de fazer música. Lutamos em busca de nos aperfeiçoar musical e pessoalmente, sendo que temos várias pessoas que aderem à nossa música e outras que simplesmente e compreensivelmente, não se identificam connosco.

6º Quais são as vossas expectativas para o futuro?

Neste momento as minhas expectativas num futuro breve estão suspensas, já que me estou a concentrar em algo que será bastante importante para o bem dos Darkside of Innocence a longo prazo. Quando me sentir preparado para idealizar algo, logo o farei. Por agora vou promovendo Xenogenesis e fazendo este chegar ao máximo número de pessoas possível.

7º Já editaram algum vídeo?

Ainda não. Mas estou já a trabalhar mentalmente com uns colegas num videoclip para uma música de Xenogenesis. Se tudo correr bem, pode ser que algures ainda no primeiro semestre de 2012, o vídeo já esteja disponível. A ver vamos.

8º Quem são os elementos que compõem a Banda?

Actualmente é apenas o Pedro Remiz.


Fonte: Metal em Portugal

Metal em Portugal: Exylus




apresentação do projecto, os Exylus.

São uma banda de Heavy Metal, cujas maiores influências recaem sobre Metallica, Megadeth e Iron Maiden.
A banda foi fundada em 2008, mas no entanto, andaram durante 2 anos a tentar encontrar-se e ao género de musica que actualmente tocam. Em 2010, e após a entrada de um novo baixista, o Pedro, alcançaram a estabilidade que desejavam, podendo assim começar a lutar pelos seus objectivos.
Nesse ano deram os sues primeiros concertos, sendo os mais relevantes o concerto em Setembro de 2010 na festa das tasquinhas em Benavente, e em Outubro desse mesmo ano, no bar Side B, também em Benavente.
Em Outubro de 2011 entraram  em estúdio para a gravação do seu 1º E.P., intitulado "From Life To Exile", que será lançado a dia 05 de Março, e estará disponível para download gratuito. Entretanto ficaram sem o baterista Gonçalo, pelo que estão neste momento a procurar um substituto.

Fonte: Metal em Portugal

Metal em Portugal: Thee Orakle – “Smooth Comforts False”


* Thee Orakle – “Smooth Comforts False”, edição a 20 de Fevereiro! *

O segundo e novo álbum dos *Thee Orakle*, vai ser editado no dia *20 de Fevereiro* pela *Ethereal Sound Works*.
Este registo foi produzido nos UltraSoundStudios em Braga por *Daniel Cardoso* e co-produção de Pedro Mendes (guitarrista do grupo).
Este álbum conta com as participações de *Yossi Sassi *dos israelitas Orphaned Land, *Adolfo Luxúria Canibal* dos Mão Morta e *Marco Benevento*dos italianos The Foreshadowing!
Relembramos que a editora Ethereal Sound Works está neste momento a aceitar *pré-encomendas* de uma edição limitada do álbum (CD + T-Shirt).
Aconselhamos a todos os interessados a reservarem o seu pack o quanto antes em:http://www.eswlabel.com/store/?115,thee-orakle-smooth-comforts-false-%28pre-order-pack%29
Track list: 1. Faraway Embrace (05:24) 2. Psi-drama (04:54) 3. Mysterious Hours (04:37) 4. Foretoken (01:46) 5. Evil Dreams (05:42) 6. Winter Threat (03:36) 7. The Bridge of the River Flowing (04:39) 8. Hopefulness (05:49) 9. Rescue of Mind (05:15)
Micaela Cardoso *Produtora Artística* *THEE ORAKLE*


Metal em Portugal: MoonShade



Apresentação Biográfica dos Moonshade.
"Em 2009, Pedro Quelhas e Cris Brito, após perderem o entusiasmo em seu projecto anterior (Deep Cut), decidiram aventurar-se em uma nova banda.
Tendo em mente um tipo de som mais cru, misturado com elementos prog e melódicos, passaram a procurar músicos para preencher as lacunas existentes. Rapidamente encontraram o guitarrista Dinis Martins e o vocalista Ricardo Pereira.
Mais tarde, após algumas tentativas, fixam a formação com a entrada do baixista Bruno Martins. Estamos à procura de um som distinto, e nossa meta é fazer a diferença no universo metal.
Finalmente estamos completos!
Formação: Ricardo Pereira - Vocals Pedro Quelhas - Guitar Dinis Martins - Guitar Bruno Martins - Bass Cris Brito- Drums Contatos:

Pastore: guitarrista e baixista liberam track list de novo CD com comentários





A banda de heavy metal paulista PASTORE, representada por seu guitarrista e produtor, Raphael Gazal, e por seu baixista Aléxis Gallucci, acabam de divulgar o track list do seu segundo álbum, intitulado The End Of Our Flames, que terá 11 faixas, com comentários faixa-a- faixa.

Veja a seguir:

1) Brutal Storm – Faixa de trabalho do novo CD - Rápida, poderosa e melódica. Um refrão marcante, com influência de power metal. A letra é baseada na teoria do HAARP, máquina que dizem ser capaz de “fabricar” desastres naturais para servir a alguns interesses, contribuindo assim ainda mais para a degradação do ser humano. Posteriormente essa faixa, irá se transformar em um clipe.

 2) The End Of Our Flames – Faixa-título do novo álbum. Tipo de música de abertura de shows. A guitarra é mais baseada no trash. Destaque para o trabalho de bumbo e baixo. Ponte e refrão mais cadenciados. A letra nos alerta do quanto estamos deixando de viver a vida em detrimento de um mundo cada vez mais acelerado e superficial. E o quanto estamos ficando indiferentes aos problemas do mundo. Um alerta para que possamos dar valor às coisas mais simples da vida.

3) Night And Day – A Introdução já mostra todo o trabalho de bateria de Fabio Buitvidas. Possui uma melodia vocal marcante, contrastando com o peso das guitarras. O solo é memorável, com muito feeling. A letra fala sobre um homem em sua cela, esperando a sua execução. Refletindo sobre como desperdiçou sua vida e lamentando viver dia e noite a mesma rotina.

4) Fools – A música começa com ênfase no baixo e bateria. Música muito forte, com influências de hard/heavy. O destaque fica por conta da melodia vocal e letra simples, com um refrão forte. O tema fala sobre o quanto os políticos corruptos zombam da sociedade, roubando e prejudicando a mesma sem punição.

5) Empty World – Essa faixa foi uma das primeiras músicas composta por Raphael Gazal para o novo álbum.  Tem uma introdução de bateria e guitarra bastante marcante que leva a música a um metal tradicional. Possui um vocal com bastante drive o que deixou a faixa mais pesada. A letra fala de esperança. Fala que não podemos deixar de acreditar na humanidade e que devemos procurar forças em nós mesmos para lutar por isso.

6) Liar –  Tem um início que remete ao thrash oitentista . O verso mantém a mesma pegada com uma ponte com vocais dobrados. O refrão remete à bandas como Anthrax e Annihilator. O solo é, talvez, a parte mais progressiva do CD. A letra fala de pessoas aproveitadoras, que enganam os outros para tirar vantagem e explorar os mais fracos e o quanto a mentira revela as fraquezas do homem.

7) When The Sunrises – Uma balada pesada com um refrão que se destaca no CD inteiro. O vocal se inspira em Queensrÿche. A mensagem aqui proposta é a realidade do mundo sendo revelada através de um sonho. É uma mensagem de esperança para que todos, um dia, acordem para o que está acontecendo no mundo.

8) Envy – Uma das músicas mais pesadas do CD. Afinação baixa, com um bom trabalho entre guitarra, baixo e bateria. Voz agressiva com um refrão para ser cantado por todos ao vivo. Essa faixa flerta um pouco com o New Metal. A música abre bastante espaço para o baixo, que tem um solo com bastante clima, possuíitambém teclados e coros. Fala sobre o quanto a inveja envenena o ser humano e o deixa cego, egoísta e completamente alheio ao outro. Esse desejo, que é um dos pecados capitais, é fruto do mundo cada vez mais competitivo, onde você tem que ser o melhor em tudo.

9) Unreal Messages – Uma música que se destaca por ser diferente das demais. Remete o ouvinte à Black Sabbath/Dio com guitarras e bateria cadênciadas e um baixo pesado. A linha de voz funciona como parte da harmonia, dando uma dinâmica maior para a música. A letra nos fala sobre a manipulação de massa pela mídia que não é assunto recente, mas que é sempre atual. Nos fala o quanto isso é feito de forma subliminar nos transformando em “zumbis conscientes”, nos transformando em seres sem liberdade de escolha.

10) Bring To Me Peace – É um contraste com a faixa anterior. Nela o baixo e a bateria mostram total entrosamento com um vocal agressivo e “sujo”. Se destaca o solo agressivo e a base do solo bastante envolvente. A letra fala da nossa indignação com a violência no mundo. De como a mídia, como um todo, mostra a violência de forma banalizada na televisão, nos filmes e etc.

11) The World Is Falling – Música que sofre influência da carreira solo de Bruce Dickinson. Com guitarras bem trabalhadas é a música escolhida pra fechar o CD. Possuí um clima tenso, que combina com a letra, que nos mostra o quanto todos os problemas que apresentamos nas outras músicas, estão fazendo com que o mundo se torne cada vez mais decadente. Fala de como nossas ações, ambições, egoísmo e falta de consciência crítica nos transformam em seres sem emoção, sem compaixão e sem vontade de deixar um mundo melhor de legado para nossos filhos.

The End Of Our Flames, será lançado em março no Japão pela  Hydrant/ EMI Music e, tem previsão de lançamento, ainda no primeiro semestre de 2012, no Brasil. O CD tem produção de Raphael Gazal, mixagem e masterização de Thomas Plec Johansson.


Em paralelo, a banda Pastore iniciou o processo de agendamento de shows.
Para mais informações de como ter um show do grupo em sua cidade, basta contactar o e-mail pastoreband@gmail.com